segunda-feira, 2 de julho de 2007

Lost e seus Mistérios...

Ontem finalmente voltei a assistir Lost. Já há alguns meses eu havia terminado de ver a 1ª temporada, mas por conta das coisas que eu já havia lido sobre a 2ª e a provável 3ª temporada meu ânimo deu uma esfriada. Infelizmente não pude agüentar e, além de ler tudo que pude na Internet, comprei uma revista na banca (um número especial) que falava TUDO, mas TUDO mesmo sobre a duas temporadas (sinopses dos episódios, personagens, mistérios, teorias, making of, atores). Somando tudo, cheguei a conclusão de que os caras se perderam, criando mais mistérios e enigmas do que eles (os criadores da série) poderiam resolver. Nesse meio tempo, nós, pobres mortais, ficaríamos a ver navios, literalmente perdidos (desculpem o trocadilho infame). Pelo que pude entender, mais mistérios surgiram, idem para novos personagens, mas poucas explicações lógicas que fizessem a estória caminhar. A entrada e saída de personagens, numa só temporada (a Michelle Rodriguez foi um exemplo na 2ª) e o Rodrigo Santoro, e sua imediata saída ainda na 3ª, comprovam que as coisas não andam fazendo muito sentido pelos lados daquela ilha. Apesar disto tudo, o fim da 3ª temporada há pouco nos EUA foi animador por conta de um fato que não vou contar aqui para não estragar a surpresa de quem eventualmente não acompanhe como eu. Pelo que li, agora sim temos uma luz no fim do túnel, levando a estória a outro patamar. Como acabei de ver a 2ª temporada do Prison Break (outro seriado sensacional, em outra oportunidade falo dele), cuja 3ª temporada só começa em 20 de Agosto nos EUA (chegando aqui apenas no ano que vem), tenho tempo de sobra para retormar o Lost e voltar a quebrar a cabeça com as coisas que acontecem por lá.

Nenhum comentário: