sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

E a CPMF se Foi...

É inexplicável como certas coisas acontecem na nossa política, onde o imprevisível surge atropelando e o óbvio simplesmente não acontece. Não deixa de ser uma ótima notícia o fim desse imposto nefasto, feito para ser provisório mas que quase se torna permanente. Não sei qual o preço que pagaremos por esse acontecimento, nem sei se foram nobres os motivos daqueles senadores que a extinguiram, mas que é um avanço, isso é. Não ter que ficar regulando aquela miséria que deve ficar na conta toda a vez que se faz um saque (e que no fim das contas representa um rombo em nossos míseros orçamentos) é o mínimo que esses governantes de merda poderia ter feito por nós, pobres contribuintes, já tão sobrecarregados pela nossa imensa massa tributária.
Um a coisa é certa: mais uma vez o andamento e desfecho da história é vergonhoso para a nossa nação (nossa não, de vocês, porque eu não sou brasileiro) que dá ao mundo mostras de como NÃO se deve governar um país. Incompetência, burrice, cara de pau, roubalheira, acordões, promessas de poder e hipocrisia são alguns dos atributos dos políticos desta josta de país.
Fico feliz que mais uma vez este presidente imbecil e arrogante se deu mal, e vai ter de dar um jeito de administrar esta pocilga com o dinheiro que tem nas mãos (que não é pouco, mas que segundo ele é insuficiente, e que na verdade é muito mal gasto). Basta ele dispensar a cambada do PT que esta alocada em todos os cantos do governo, sem fazer nada e mamando nas tetas e sugando o dinheiro público. Afinal de contas, para que um presidente precisa de quase 40 ministros? Só se for para contar o dinheiro da CPMF...

Nenhum comentário: