sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

De Novo Ano Novo


Mais um fim de ano. Como o tempo tem passado rápido! Chega a ser impressionante. Mas a mais pura verdade é que o tempo continua a mesma coisa, do jeito que sempre foi: nosso ritmo de vida é que tem aumentado cada vez mais e mais. A loucura do dia a dia nos deixa cegos de maneira involuntária, absolutamente preocupados em dar conta de todas as coisas a nossa volta ou em nossas vidas. E é no fim de ano que muitas das vezes nos damos conta da quantidade de coisas que aconteceram ao longo desses doze meses.
Com isso, o ritual se repete: prometemos não repetir os erros cometidos, eliminar os excessos, mudar a rotina, melhorar isso, parar com aquilo, economizar e por aí vai. Mas a verdade é que a maioria (incluindo a mim), passada a euforia da virada (onde o fim do ano nos deixa com sensação mágica de que tudo irá mudar por conta de uma simples troca de calendário), retoma a mesma rotina do passado. Isso é muito ruim, pois é a perpetuação de uma situação que precisa ser modificada.
Se as mudanças de calendário hoje são mais “rápidas”, o futuro também chega mais rápido, e com ele, a idade, as limitações de corpo e mente, a necessidade de uma vida mais calma, tranqüila e estabilizada e etc.. Esse novo cenário ideal que esperamos ter com a idade chegando é nada mais, nada menos, do que a soma de todas as promessas que fazemos todo o fim de ano. E se essas promessas não se concretizam, colocamos em risco justamente aquilo que tanto desejamos lá na frente.
Esse ano, do jeito que foi para mim, me deu exatamente essa medida. Se eu ficar apenas olhando cada página do calendário virar, sem me dar conta de que é meu tempo que está passando, quando eu desejar recuperá-lo, ou compensá-lo, pode não ser mais possível. Ficar apenas lamentando o cansaço, a falta de tempo, a correria e tudo mais, não nos leva a lugar nenhum. O que adianta é fazer algo para mudar essa realidade, tornando-a mais agradável a nosso desejo. Você pode até não conseguir tudo de uma vez, mas um pontapé inicial já fará sua vida mudar. Por isso, não faço apenas votos de Feliz Natal e Bom Ano Novo: faço votos de que todos nós realizemos nossos anseios no tempo certo, que é agora. Faça o seu calendário virar a página mais devagar!

Nenhum comentário: