segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Vídeo resumo de 2007: Cris Nicolotti "Eu Falei Que Isso Ia Dar Merda"

Autora do mega Hit "Vai Tomar no Cú", Cris Nicolotti termina 2007 com um novo sucesso que faz a exata síntese do que foi o ano que se finda. "Eu Falei Que Isso Ia Dar Merda" resume o que aquele monte de Pais de Santo, Astrólogos, Numerólogos sempre fazem no fim de ano, que é dizer que acertaram o que previram no fim do ano passado e fazerem novas previsões para o ano que surge. Em vez disso, Cris sai na frente e resume tudo numa única frase, tendo 100% de acerto. O pior tudo é que pode valer também para 2008...

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Sonho de Roqueiro

Eles podem não admitir, dizendo que o sonho de todo o roqueiro é fazer sucesso com a música, festas, mulheres, bebida, quebrar quartos de hotel e etc. Mas, no fundo no fundo, todos eles querem ter um avião particular. Os mais modestos, um jatinho; os mais afortunados, um boing pilotado pelo próprio vocalista da banda... É isso mesmo: o Iron Maiden, ao iniciar a sua "Somewhere Back in Time World Tour 2008" vai viajar pelo mundo no brinquedinho acima, personalizado e pilotado pelo prórprio Bruce Dickinson (que é piloto comercial mesmo).
Em tempo: no "brinquedinho", além da banda, vão toda a equipe e mais toda a parafernália de palco que, cá entre nós, não é pouca não...

Espírito do Natal Brasileiro...

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Vídeo da Semana: Batman - The Dark Knight Trailer HD

Dessa vez, nada de música: "Batman - The Dark Night" promete ser um dos grandes filmes de 2008 e esse trailer prova isso. O Coringa está simplesmente assustador (que em nada lembra o divertido Coringa de Jack Nicholson no 1º Batman) e as cenas de ação parecem ser sensacionais. Isso sem falar no novo "brinquedo" do Batman, uma moto tão ignorante de bruta quanto o Batmóvel, que volta a aparecer.
Imperdível!!!!

Essa é "a" Cara: Fernanda Abreu


Recentemente falei aqui sobre o Gabriel O Pensador, um cara que eu admiro muito e que anda meio apagado. Entretanto, só para lembrar, quando falo "apagado", falo de distância dos holofotes da mídia, uma vez que a carreira continua. É o que eu disse, perde-se tempo com Perla, Kelly Key e Latino, em vez de coisas que realmente tem valor... Nessa mesma linha de desperdício de talento temos Fernanda Abreu, cuja carreira acompanho desde o início e que é muito legal. Seu trabalho sempre foi calcado em cima da Dance Music, desde seu primeiro disco ("Sla Radical Dance Disco Club", 1990), numa época em que o estilo ainda não tinha representantes brasileiros. A aposta deu certo e desde então Fernanda incorporou novos elementos ao seu som, como o Funk, o Samba, tudo reforçado com apelo Carioca/Brasileiro nas letras. Esse, ao meu ver, é o seu único defeito: há um excesso de "carioquice" da parte dela. O dia que ela resolver abordar outros temas em sua letras, vai ficar melhor ainda.


Apesar de já haver assistido Gabriel duas vezes ao vivo, não tive a mesma sorte com a Fernanda. Para compensar, comprei ontem seu DVD "MTV ao Vivo", com o show realizado em 2006 no Teatro Carlos Gomes, no Centro do Rio de Janeiro. Só posso dizer que o show me surpreendeu, pois é muito bom. Com repertório calcado nos sucessos, o show repassa toda a carreira dela, apoiado numa banda super competente e com particpações especiais de gente de peso como Herbert Viana e DJ Malboro (do qual NÃO sou fã, mas como seu trabalho é diretamente ligado ao Funk, ele tá lá...). Pena que o DVD só vem com o Show (cerca de 1h30 de duração) e uma entrevista de 10 minutos (grande dúvida: será que é tão caro assim colocar mais alguma coisa num DVD, que tem uma capacidade absurda?). Apesar dos pesares, é uma ótima opção para quem quer ver um show legal de música nacional, já que a nossa cena anda tão deteriorada.



Site Oficial
Discografia:
"Sla Radical Dance Disco Club" (1990)
"Sla 2 Be Sample" (1992)
"Da Lata" (1995)
"Raio X" (1997)
"Entidade Urbana" (2000)
"Na Paz" (2004)
"MTV Ao Vivo" (2006 -CD/DVD)

Pobre Rebeca...


segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Só Rindo Mesmo... CPMF (R.I.P.)



No post abaixo me limitei a colocar para fora toda minha ira contra este imposto escroto, mas agora gostaria de falar mais conscientemente, focando nos detalhes absurdos que envolvem esta novela da CPMF. Lendo, assistindo jornais e vendo o comentário de especialistas sobre o assunto, ficou mais claro ainda para mim que nunca na história desse país (zzzzzzz...) vimos um governo tão atrapalhado e cara de pau como esse do Lula, pois consegue fazer as maiores imbecilidades e ainda consegue dizer que está tudo bem (!) e que nada aconteceu (!!). Para quem não sabe, o governo sabia que tinha até o fim do ano para (re)aprovar a CPMF, mantendo-a até 2011 (e o imposto era provisório...) e que ainda tinha de barganhar com a oposição e conseguir aprová-lo. E aí começa o primeiro fato hilário: tinha maioria na câmara (dos deputados), mas mesmo assim abriu as pernas para as exigências feitas (Eduardo Cunha (RJ) na presidência de Furnas foi uma delas. Quem conhece essa figura sabe que ele nunca conseguiu ser prefeito do Rio, que dirá presidente de alguma coisa); não tinha maioria no Senado, mas não sei de onde cismou que teria vitória esmagadora. Resumo: perderam e o imposto foi extinto.
Vamos aos fatos curiosos:

1) Dias antes da votação, Lula pregava o maior terror psicológico do mundo, dizendo que o fim do imposto derrubaria as contas do país, que quem desejava o fim do imposto era sonegador (como se nós contribuintes, pagássemos isso de bom grado) e que a oposição era irresponsável e etc. Depois que perdeu, não para de afirmar que o país não vai para de crescer, de melhorar e etc. (zzzzzzzzzzzz...)
2) Momentos antes da votação, entregou uma carta no Senado prometendo utilizar TODA a CPMF na Saúde: ora bolas, se o imposto era para a Saúde, por que prometer isso? Simplesmente porque ele era usado para a tudo, menos para a Saúde!!! Agora o "X" da questão: tudo o quê?
3) O Governo está (re)fazendo as contas como se fosse um grande desafio descobrir onde cortar custos. Todo mundo sabe que Lula é responsável, junto com o PT, pelo maior inchaço da máquina pública nos últimos anos, sob a alegação de que "se temos de prestar um melhor serviço à nação, não há outro meio senão contratanto mais gente" (deve ser este o motivo de quase 40 ministros...)
4) Existe reencarnação? Para a CPMF provavelmente sim, pois ela pode voltar em outro corpo, ou melhor na forma de um outro imposto... Isso é para quem acha que os motivos da sua derrubada foram simplesmente de aliviar o peso dos ombros do contribuinte... Pode ser uma questão de tempo que essa proposta surja, mas não agora, pois seu impacto seria deveras negativo perante a população, que teve sua atenção chamada para os impactos do imposto pelos meios de comunicação e polo próprio estardalhaço das negociações. Entretanto, sua saída de cena será suficiente para desarmar Lula como avalista da candidatura (do PT ou por ele apoiada) de sua sucessão, uma vez que, com menos recursos, ele vai precisar frear em muito suas obras assistencialistas e que são a base de seu governo populista.
5) Para fechar com chave de ouro, o ministro da Fazenda não esperou nem o corpo esfriar para dizer que o novo imposto vem aí. Tomou um belo esporro do patrão (que para variar não sabia que ele ia até a imprensa para falar besteira), sendo desmentido em rede nacional. São essas pessoas que dirigem essa nação...
Em suma: nada é o que parece, nem é definitivo. A certeza é que temos um lixo de governo, um lixo de representantes, um lixo de constituição. Pensando bem, de serviço público, acho que só a Comlub é que tem muito o que fazer neste país...

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

E a CPMF se Foi...

É inexplicável como certas coisas acontecem na nossa política, onde o imprevisível surge atropelando e o óbvio simplesmente não acontece. Não deixa de ser uma ótima notícia o fim desse imposto nefasto, feito para ser provisório mas que quase se torna permanente. Não sei qual o preço que pagaremos por esse acontecimento, nem sei se foram nobres os motivos daqueles senadores que a extinguiram, mas que é um avanço, isso é. Não ter que ficar regulando aquela miséria que deve ficar na conta toda a vez que se faz um saque (e que no fim das contas representa um rombo em nossos míseros orçamentos) é o mínimo que esses governantes de merda poderia ter feito por nós, pobres contribuintes, já tão sobrecarregados pela nossa imensa massa tributária.
Um a coisa é certa: mais uma vez o andamento e desfecho da história é vergonhoso para a nossa nação (nossa não, de vocês, porque eu não sou brasileiro) que dá ao mundo mostras de como NÃO se deve governar um país. Incompetência, burrice, cara de pau, roubalheira, acordões, promessas de poder e hipocrisia são alguns dos atributos dos políticos desta josta de país.
Fico feliz que mais uma vez este presidente imbecil e arrogante se deu mal, e vai ter de dar um jeito de administrar esta pocilga com o dinheiro que tem nas mãos (que não é pouco, mas que segundo ele é insuficiente, e que na verdade é muito mal gasto). Basta ele dispensar a cambada do PT que esta alocada em todos os cantos do governo, sem fazer nada e mamando nas tetas e sugando o dinheiro público. Afinal de contas, para que um presidente precisa de quase 40 ministros? Só se for para contar o dinheiro da CPMF...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Vídeo da Semana: PItty "Pulsos"

Engraçado: eu ainda não havia colocado nenhum vídeo nacional aqui... Bom, não sou adolescente, acho o rock nacional atual muito fraco, mas bato palmas para o trabalho da Pitty. Não que seja algo maravilhoso ou inovador, mas ganha de lavada dessas "bandecas" como Detonautas e CPM22 (putz...), pois mostra um rock legal com boas melodias e até uns riffs de guitarra mais ganchudos e pesados. Essa música é nova e aparece no novo DVD ao vivo dela, "(Des)Concerto ao Vivo". Mais uma com ritmo maneiro e um refrão legal, que com certeza vai emplacar nas rádios.

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Eu Preciso Ver Mais Televisão!!!

Por esses dias me dei conta de que gosto muito de séries, mas de um jeito diferente: gosto de acompanhá-las em DVD, e não em tempo real na TV. Com certeza serei chamado de acomodado, e é isso mesmo. Em DVD, posso ver tudo numa tacada só, ao passo que na televisão estamos sujeitos a um episódio por semana, quinzena, ou até mesmo aos meses que separam uma temporada da outra. Mas isso também tem o seu revés: é muita informação para se absorver de uma vez só. Um bom exemplo é o Friends. Cada temporada teve 4 discos, com cada um deles com uma média de duração de 150 minutos. São 600 minutos por temporada, somando 6000 minutos nas dez juntas. Isso representa nada mais, nada menos de 100 horas ou pouco mais de 4 dias inteiros assistindo, sem parar para nada, as aventuras dos 6 amigos. Detalhe: isso numa série cujo foco era o humor, sem mistérios, tramas secretas, assassinos misteriosos e outras coisas mais que te deixam desesperado para saber como termina...
E é aí que reside o meu problema: eu tenho, atualmente, coisa demais para assistir! Quer ver? Saca só:

Friends – Estou na décima temporada, pois havia resolvido assistir tudo de novo quando acabei pela 1ª vez;

Lost – Estou no meio da 2ª temporada (que já sei como termina! Essa é outra vantagem: as coisas já aconteceram e a amiga Internet te conta tudo!). Como na TV já está passando a 4ª temporada e o box da 3ª já saiu, meu problema com este aqui está longe do fim;

Prison Break – A única que estou acompanhando em DVD, mas em tempo real com a TV, graças a Internet. Acabei de assitir ao 8º episódio da 3ª temporada e estou curioso pacas para saber o restante da estória;

Arquivo X – Isso mesmo, você não leu errado não. A série acabou em 2002 depois de 9 temporadas, mas graças aos DVD´s separados que estavam saindo (1ª e 2ª temporadas apenas) nas bancas de jornal, a preço de banana, comecei a assistir para valer. Já havia visto alguns episódios na TV aberta, mas não dei tanta atenção. Mas agora, vendo com calma, achei muito, mas muito legal mesmo. Só quero ver onde vou arrumar grana para comprar o resto...;

Mr Monk – Passa na TV aberta, mas muito tarde (meia noite, mais ou menos). É engraçada e inteligente, e como consegui na Internet a 1ª e 2ª temporadas (ainda incompletas), é mais uma para assistir.

Mas a coisa não para por aí...

C.S.I. Las Vegas (Criminal Scene Investigation) – Uma das séries mais inteligentes da atualidade, e é a única que eu acompanho direto da TV (aberta) . A solução dos crimes é impressionante e prende a atenção do início ao fim. Não sei quais as temporadas já foram exibidas, mas o problema é que a série se encontra na sexta temporada lá fora (só de sacanagem: cada temporada tem entre 23 e 24 episódios, com duração de 45 minutos cada!), o que significa que ainda há muito para assistir... Outro detalhe: ainda tem a CSI Miami, mas que não tem a mesma química que os personagens de Lãs Vegas têm.

Ah se eu fosse vagabundo (com dinheiro, é lógico!)...

Tomara que Ele Não Consiga!


segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Mais Timão na Segundona! (2)


Mais Timão na Segundona!

O Corinthians agora tem um patrocínio duplo, com a TIM e o portal Terra.
Estampará na camisa a palavra TIMTerra...
*****
Frase da semana:
"Corinthians um time à frente de seu tempo. No domingo já estava na segunda".
*****
A VW vai lançar um novo modelo do Gol, o Gol CURÍNTIA.
Já vem rebaixado!
*****
Toca o telefone na sede do Corinthians.
- Alô, é do Corinthians?
- Sim! - respondeu a telefonista, mas em seguida veio o sinal característico: "to, to, to, to, to"...
E o que ligou:
- Caiu!
*****
FILHO: Pai, por que o senhor sempre fala que eu tenho que ser corintiano?
PAI: Porque o Corinthians é o melhor time do mundo, filho. É o Timão!
FILHO: Mas o Corinthians não foi rebaixado para a segunda divisão? E o apelido Timão não é porque no símbolo do Corinthians tem um timão de navio?
PAI: Bem, é verdade. Mas nós só fomos rebaixados por causa de uma parceria com um fundo de investimentos chamado MSI que desgraçou o Corinthians.
FILHO: Mas não foi essa MSI que comprou o Tevez, o STJD e o Márcio Rezende de Freitas para garantir o título nacional de 2005 que na verdade foi conquistado pelo Internacional?
PAI: Foi, mas depois....AH, isso não importa, filho. Nós somos a maior torcida de São Paulo e a segunda maior do Brasil.
FILHO: Isso é legal né pai!? Mas a Índia e a China são os países mais populosos do mundo e jamais ganharam uma Copa; e a Itália, que é um país pequeno e com menos torcida, já tem quatro mundiais não é!?
PAI: É filho, tá certo, porra!!!
FILHO : Calma pai, o senhor está bravo só porque o Corinthians não é nada disso que o senhor pensava?
PAI: Pára com isso, filho! Nós já fomos campeões mundiais!!!
FILHO: Sério!? Quando?
PAI: Em 2000.
FILHO: Que legal, então nós também ganhamos a Libertadores em 1999?
PAI: Não, na verdade quem ganhou a Libertadores em 1999 foi o Palmeiras. Você não sabe que nós NUNCA vencemos uma Libertadores em mais de 90 anos de história!?
FILHO: Ué, então porque o Corinthians jogou esse Mundial em 2000?
PAI: Ah! É que fomos convidados para jogar porque ganhamos o Brasileirão em 1998 e tínhamos o apoio de um grupo de investidores estrangeiros que precisava botar o Corinthians lá. O Vasco ganhou a Libertadores de 1998 e também foi chamado.
FILHO: Entendi. Então na Europa chamaram o campeão da Liga dos Campeões de 1998?
PAI: Sim, mas também chamaram o Manchester, que venceu a Liga em 1999.
FILHO: Então por que não chamaram o Palmeiras?
PAI: Não sei filho, mas que merda!!!!
FILHO: Então esse torneio não foi sério. Não teve critério para as escolhas dos clubes! Mas o Corinthians ganhou do Manchester e do Real Madrid né pai?
PAI: Não. Na verdade ganhamos do perigoso Raja Casablanca com um gol roubado em que a bola não entrou, empatamos com o Real Madrid, no Morumbi, graças ao Anelka que perdeu um pênalti e depois "goleamos" o poderoso Al Nasser por 2 a 0.
FILHO: E na final ganhamos de quem?
PAI: Na verdade não ganhamos. Empatamos com o Vasco por 0 a 0 no Maracanã e o "título" veio nos pênaltis.
FILHO: Quem foi o herói corintiano que fez o gol do título?
PAI: Ninguém. Na verdade o Edmundo chutou pra fora e nós ganhamos.
FILHO: Mas esse ano comemoramos 30 anos do título de 1977. Que campeonato foi esse tão importante?
PAI: Foi o Campeonato Paulista. Saímos de uma fila de 22 anos sem título com gol de Basílio contra a fantástica Ponte Preta.
FILHO: Ah, sei. Mas não foi nesse jogo que o Rui Rei, artilheiro da Ponte, se vendeu e foi expulso logo no começo do jogo só pra não fazer gols e assim ajudar o Corinthians?
PAI: Foi seu filho da puta, mas e daí!?
FILHO: Mas pai: esse ano o São Paulo completou 30 anos do primeiro título brasileiro que conquistou e ao invés de festa e camiseta comemorativa, ganhou mais um e agora eles são penta.
PAI: Azar, filho! Eles são Bambis!!!!
FILHO: São, pai? Mas eles me dizem que são penta Brasileiro, tri da Libertadores e tri Mundial. É verdade?
PAI: É verdade, filho! (de cabeça baixa)
FILHO: É verdade também que se não fosse um tal de Grafite, atacante do São Paulo, nós teríamos sido rebaixados também no Paulistão?
PAI: Você não quer falar de Fórmula 1!?
FILHO: Tá bom pai. Mas o Rubinho não é corintiano?
PAI: É, moleque!
FILHO : Vixe pai!!! O Rubinho é corintiano e o melhor piloto brasileiro da atualidade, o Felipe Massa, é são-paulino. Vamos falar de futebol mesmo, vai.
PAI: Calma lá!!! Mas o Senna era corintiano, filhão!!
FILHO: Eu sei pai. Já me falaram isso. E me contaram que como corintiano ele não agüentou. Em 1993, viu o São Paulo conquistar o bi mundial e o Palmeiras sair da fila em cima do Corinthians, aí percebeu que não adiantava torcer pra esse time e enfiou o carro no muro.
PAI: (APENAS SUSPIRA)
FILHO: Calma, paizinho. Vamos passear, me leva no estádio do Corinthians.
PAI: (chorando) Não temos estádio! Temos uma chácara que apelidamos de fazendinha e que é menor do que qualquer ginásio da NBA.
FILHO: Chega pai! Assim não dá. Não temos estádio, não temos time, nosso título mais comemorado é um paulistão roubado, o nosso quarto título brasileiro foi mais roubado ainda, somos o único clube grande de São Paulo que não tem Libertadores, a nossa torcida é a segunda do país e de nada adiantou, torcida do São Caetano é mil vezes menor e já viu o time numa final de Libertadores, nosso título mundial é uma fraude, o maior ídolo da nossa torcida no século XXI é argentino e nós
estamos na segunda divisão, e você ainda quer que eu seja corintiano. Você é um fanfarrão, pai!!!!!
PAI: (um minuto de silêncio)
FILHO: Mãe, pode ficar tranquila, se o pai sabe de tudo isso e ainda torce pro Corinthians é porque ele gosta de ser enganado e nem desconfia que eu sou filho do vizinho...

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

A Mesma Coisa de Sempre!


Final do ano chegando, ruas cheias de gente, trânsito mais complicado do que nunca, colégios, universidades e orgãos públicos entrando em recesso de férias, corrida para a compra de presentes, amigo oculto nas empresas e nas famílias, bandidagem mais frenética do que nunca na rua, 13º terceiro e etc. Reparou como quanta coisa se repete a cada fim de ano? Esses ciclos se repetem, onde algumas coisas são boas, outras ruins, algumas melhoram, outras pioram.
Na minha opinião, do jeito que levamos a vida hoje, era mais do que imprescindível aproveitarmos melhor esta época do ano. A razão? Muitas, cada qual do seu modo. A primeira coisa: fim de ano representa uma rotina diferente, menos cáustica e corrida que a rotina usual. Todo mundo diminiui seu ritmo (inclusive empresas), uma vez que isso já está enraizado na nossa cultura (não é verdade que todos dizem que o ano acaba no Natal e só se reinicia após o Carnaval?). Nesse período, o que todos deveriam fazer é parar um pouco e tentar se programar para o ano seguinte. Não falo de promessas prontas para não serem cumpridas do tipo "ano que vem começo meu regime" ou "ano que vou economizar", mas de um planejamento efetivo de vida. As pessoas em geral não têm o hábito de pensarem em suas vidas nos próximos 2, 3 , 5 anos, por exemplo. Não pensam no que podem começar a fazer agora e que pode lhes facilitar, mais a frente, no alcance de um objetivo - e isso aplica-se também a vida profissional. Pegar uma situação real ajuda: imagine o dinheiro que vc gasta futilmente e sem controle hoje, achando que ele não lhe fará falta amanhã ou um bom curso de aperfeiçoamento que vc deixa de fazer, mas que pode lhe custar uma promoção e etc.
Por conta disso, as pessoas não enxergam as festas de fim de ano como um momento de celebrar suas conquistas (mesmo aquelas não planejadas). Na vida profissional, festas em empresas significam, em sua grande maioria, a libertação de toda a carga de trabalho do ano, coroada com um período de descanso, acrescida do tão esperado 13º salário. A festa da empresa é a oportunidade de comer e beber de graça, sair com aquele/aquela colega de paquera, mas com o preço de ter que desejar boas festas a quem se detesta. A confraternização mesmo, inexiste... Na vida pessoal, o problema é o consumismo, que deturpa já há muito tempo o significado do Natal. E isso é uma pena, pois vivemos uma realidade tão caótica, turbulenta, agitada, violenta e tão urgente que nos esquecemos do por quê daquela mesa, daquela data e que o mais importante não é o presente. Uma família reunida, feliz, saudável e próspera vale mais do que isso, mas nem sempre isso é percebido.
Incrível também é que antes do Natal, já se fala em Carnaval. Talvez seja essa uma das razões para que o progresso nunca nos alcance. Não que eu não goste de Carnaval, ou pelo menos dos 5 dias de descanso que ele representa, já que não gosto de Samba. Não seria hipócrita a esse ponto, mas é impressionante como o fim do ano, para muitos, serve apenas como trampolim para o Carnaval. Talvez este seja o ópio do povo, mas a verdade que ele também é a amarra que o mantêm subserviente (mas isso já é outro assunto). O ponto é que em vez de pensar na oportunidade de evoluir, pensa-se na fantasia, na ala e no desfile.
É por essas e outras que não desejo simplesmente a todos que por aqui passarem, "Um Feliz Natal" e "Próspero Ano Novo". Desejo isso e que todos sejam capazes de observarem a si próprios e suas vidas. Observarem as coisas que podem fazer para melhorar e evoluir, tanto a si mesmos, como famílias, amigos, cachorro, papagaio e quem mais lhe for querido. Tentar fazer da sua vida a melhor possível é colaborar para que tenhamos uma sociedade melhor, mais próspera, segura, rica (sim, isso é possível!) e boa de se habitar. O que será de 2008? Eu já sei bem como quero que o meu seja...

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Cartaz e Fotos: Batman The Dark Night

Em 2008 nos cinemas!




Vídeo da Semana: Tone Loc "Funky Cold Medina"

Esse cara aqui é uma figuraça, daqueles que só de olhar para a cara dele já dá vontade de rir. Tone Loc fez muito sucesso com essa música (inclusive no Brasil), que aparece no seu disco de estréia "Loc´ed After Dark", de 1989. Além desse, "Wild Thing", também fez muito sucesso e é talvez até mais famosa do que essa aqui, graças ao famoso sample com virada de bateria e o refrão bacana. Entretanto, o vídeo de "Funky Cold Medina" é hilário, bem como a letra da música, que narra a saga de nosso amigo com uma poção mágica para fazer sucesso com a mulherada. Só que para isso acontecer, várias coisas dão errado... Somado a isso, a música é espetacular e tem uma batida muito maneira, bem característica do rap americano das décadas de 80/90, bem diferentes dos pesos pesados de hoje. Vale citar também que, além de cantor, Tone Loc também tem uma carreira no cinema que dura até hoje. Em termos de comédia, vale a pena dar um checada em "Ace Ventura: Pet Detective", onde ele atua com o igualmente pancada Jim Carrey.
Em tempo: prestem atenção no equipamento do DJ...

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Terra do Meio - Brasil Invisível (Bom Dia Brasil)

Hoje tive a oportunidade de ver, no Bom Dia Brasil da Rede Globo (seu melhor Tele Jornal, ao lado do Jornal da Globo), uma reportagem interessantíssima sobre a Amazônia que ninguém conhece. É claro que todos nós, principalmente mais ao Sul do País, não conhecemos nada da Amazônia, tirando o pouco que se vê na televisão. Trata-se de uma série de reportagens que passarão a cada dia no Jornal, sendo que hoje pela manhã foi a primeira. Nela, foi mostrada a vida das populações ribeirinhas do Rio Xingu no Pará. Você sabe o que é viver no meio do mato, sem nada? Sabe o que é ter 70 anos de vida e nunca ter visto televisão? E pior: ser feliz? No meio dessa dependência tecnológica absurda em que vivemos hoje, em que nem banho frio se toma mais, existem pessoas que vive em total harmonia e depedência da natureza. Roupa lavado no rio, mato para todo o lado, compra de alimentos por escambo (sim, eles não usam dinheiro!), não ter nenhum documento (eles não existem para o país!), numa mistura fantástica de cultura da roça com cultura indígena.
Só vendo mesmo para crer: Depoimento Francisco Feitosa

Abaixo, segue o link do blog criado para a série. Vale a pena checar na rede e na TV:
Terra do Meio - Brasil Invisível

Brasileirão 2007: Eu vi!

Pois é rapaziada, o Campeonato Brasileiro terminou ontem. Nunca fui muito ligado em acompanhar futebol, sempre gostei mais de jogar - apesar de anos parado e de ser um belo perna de pau. Entretanto, de uns tempos para cá passei a ter um pouco mais de interesse. Vai ver que tenho uma fascinação mórbida por me aborrecer, pois o futebol brasileiro, tal qual a política, dificilmente me dão alegrias. Pode até haver quem tenha alegrias com ele (a torcida do Penta São Paulo que o diga), mas, de um modo geral, nosso futebol anda mal das pernas faz tempo. Não é de hoje que não acredito nesse negócio de "melhor futebol do mundo": um craque ou outro (que acabam indo jogar lá fora) não são suficientes para generalizar tantos clubes e a (péssima) infra estrutura que nós temos.

Voltando ao Brasileirão, acompanhei alguns jogos e, invariavelmente, me aborreci na maioria deles. Falando sério: alguns pareciam aqueles jogos de várzea vagabundos, daqueles que nem juiz tem. Um show de passes errados, falta de técnica, falta de visão de jogo e o pior, falta de pontaria. Talvez eu seja muito crítico ou então não entenda nada de Futebol, mas acredito que eu não estou errado de todo. Para confirmar minha análise, parei outro dia para assistir um jogo do Milan (aquele em que o Ronaldo Fenômeno voltou a jogar, não lembro contra quem) e pude confirmar que o futebol italiano, é mil vezes mais bonito de se ver: jogo ágil, passes certeiros, tabelinhas, tudo em favor do espetáculo. Só não sei porque não adimitem isso aqui.

Outro detalhe é a infra estrutura: para quem tem a ambição de sediar um copa daqui a 7 anos, deveriamos ter estádios melhores. O caso da Fonte Nova na Bahia, com um desabamento resultando em 7 mortes, mostra bem em que ponto estamos. Vendo os jogos do Brasileirão, vemos que os gramados estão no mesmo nível do futebol apresentado... Isso sem falar em segurança, onde assistir determinados jogos se torna uma verdadeira batalha (Flamengo e Vasco que o digam...).

Apesar dos pesares, achei legal acompanhar a dinâmica do torneio com pontos corridos, onde cada rodada é uma emoção diferente, com prognósticos mil e mesas redondas inflamadas, analisando os lances. Acho que ano que vem vou me aprofundar mais. Quem sabe eu passo até a saber o nome dos jogadores do meu time, porque nem isso eu sei!!!

PS: Eu não poderia encerrar este post sem uma homenagem ao novo time "Tela Quente" (só passa na Segunda): Corinthians!!!!!!!!!!!!!